sexta-feira, janeiro 28

O XAXIXO É VIOLENTO...

Governo Lula criou 20 vezes mais vagas do que governo FHC
Célia Froufe - O Estado de S.Paulo
O saldo de novos empregos com carteira assinada durante os oito anos do governo Lula foi mais de 20 vezes maior do que os oito anos em que Fernando Henrique Cardoso esteve à frente do País. De janeiro de 2003 até dezembro de 2010, o Ministério do Trabalho registrou a criação de 15,048 milhões de vagas formais. No período de 1995 a 2002, foram 726 mil.

Mais do que as crises internacionais que abalaram o País, o economista da Tendências Consultoria Integrada Rafael Bacciotti salientou que, nos últimos anos, o Brasil foi marcado pela estabilidade da economia e da inflação. "Esses números de emprego refletem toda a mudança estrutural da economia", analisou. Com maior previsibilidade e menos risco, as empresas têm, segundo ele, maior facilidade para incorporar mão de obra formal em seus quadros.

Bacciotti salientou ainda que nos últimos anos a fiscalização no mercado de trabalho também contribuiu para os números positivos na era Lula.
(Fonte:www.estadao.com.br)
______
NOTA:
Por que só agora o PIG(*) está reconhecendo? Por que será?

Lula/Dilma adoram contrariar os 4% do “Clube dos Pessimistas Crônicos do Brasil”… Assim nun dáaaa…

Deu na Foia...
Rendimento médio do trabalhador é o maior desde 2003

O IBGE revelou que o rendimento do trabalhador atingiu em 2010 o seu maior patamar dos últimos sete anos. A cifra de R$ 1.490,61, a média calculada para todo o ano passado, representa um ganho de 3,8% em relação a 2009 e de 19% desde 2003.

Para Cimar Azeredo Pereira, gerente de pesquisa do instituto, a inflação maior no ano passado inibiu uma expansão maior da renda neste ano, já que era esperada por economistas uma recuperação maior após a crise.

"A inflação tem certamente um peso no progresso do rendimento mais tímido do que o esperado", disse ele.

Em 2010, a inflação estimada foi de 5,91% (maior alta desde 2004), conforme a leitura do IPCA, também calculado pelo IBGE. Desde 2003, a inflação acumulada foi de 44% (de dezembro a dezembro).

A massa de rendimento real dos trabalhadores ocupados atingiu a cifra de R$ 34,5 bilhões em dezembro, em um número 0,5% abaixo do resultado de novembro, mas é quase 10% superior À cifra registrada em dezembro de 2009.

DESOCUPADOS

A massa de trabalhadores desocupados foi calculada em 1,6 milhão, em média, para o ano de 2010. O número é 15% inferior à cifra registrada em 2009 e retoma uma tendência de queda registrada em 2008 e 2009. Em relação a 2003, quando foram estimados 2,6 milhões de desocupados, houve um decréscimo de 39% nos últimos sete anos. Em outros termos, 1 milhão de pessoas saíram da condição de desocupados.

Já a ocupação cresceu 2,9% em dezembro ante o mesmo mês de 2009 e totalizou 22,5 milhões de pessoas. Já o contingente de desempregados caiu 8% em relação a novembro e 21,4% na comparação com dezembro do ano anterior e fechou o ano passado em 1,3 milhão de pessoas.

Na média de 2010, a ocupação subiu 3,5%, contra uma queda de 15% do número de desempregados. O emprego com carteira aumentou 8,1% em dezembro ante o mesmo mês de 2009.

Com esse cenário, houve uma formalização do mercado de trabalho em 2010, que passou a contar com 46,3% de empregados formais no setor privado, ante 44,7% em 2009. Trata-se da maior proporção da série histórica do IBGE.

E o rendimento teve queda de 0,7% em dezembro ante novembro e encerrou o ano a R$ 1.515,10. Na comparação com dezembro de 2009, houve crescimento de 5,9%. Em 2010, a média ficou em R$ 1.490,61, com alta de 3,8% ante 2009. Trata-se da maior cifra registrada desde 2002.

FORMALIZAÇÃO

Um dos principais destaques do mercado de trabalho em 2010 foi o crescimento da formalização, segundo o gerente da pesquisa do IBGE, Cimar Azeredo Pereira. De 2009 para 2010, o total de trabalhadores com carteira assinada subiu 7,2%. Entre 2003 e 2010, a expansão acumulada ficou em 38,7%.

Nesse intervalo de tempo, mais do que dobrou o número de trabalhadores com carteira em Recife e Belo Horizonte. Em São Paulo, houve expansão de 39,2%.
Já o total de empregados por conta própria, informais em sua maioria, caiu de 20% em 2003 dos ocupados para 18,4% em 2010.

Para Azeredo Pereira, mesmo diante da crise, em 2009, o número de empregados com carteira continuou a crescer, apesar da freada na ocupação média (alta de apenas 0,7%, contra 3,5% em 2010).

Isso mostra que a formalização é um processo contínuo e está ligado à maior fiscalização do Ministério do Trabalho, à expansão da economia nos últimos anos e ao aumento da oferta de trabalho em setores mais formais.

Fonte: www1.folha.uol.com.br
_______
Nota:
Comentário referente a matéria:


mario neto
disse:
28 de janeiro de 2011 às 13:56

FHC é um psicótico e com certeza tem problemas mentais.
A ironia que ele exala, da a impressão que fugiu de uma casa de recuperação psicológica.
Este ex presidente devia ser interditado.

O governo poderia dar um asilo permanente para ele em Paris ou nos Alpes suiços, e assim não teríamos a indigestão de termos que avistá-lo em algum evento.


O mais preparado, o mais sorriente, o mais letrado, o mais elegante, o farol, o perdulário da esperança.

Fonte: Conversa Afiada

NEM BEM COMEÇOU JÁ VAI ACABAR???


Projeto Viva o Verão encerra no domingo (30)
O governo Beto Richa não confirmou a promessa da mais longa operação Viva o Verão feita pelo ex-governador Orlando Pessuti e determinou o fim do projeto já no próximo domingo (30).

Ao antecipar o início da operação em uma semana, no dia 11 de dezembro, Pessuti havia previsto atividades de lazer, segurança e reforço na infraestrutura das cidades litorâneas até o domingo seguinte ao Carnaval, no dia 13 de março. Em 2010, o Viva o verão encerrou no dia 31 de janeiro.
(Fonte:http://correiodolitoral.com)

segunda-feira, janeiro 24

A OPUS DEI E A IMPRENSA BRASILEIRA


Ghilherme da Cunha Pereira

Em 16 de janeiro de 2006, a revista Época em sua edição nº 400, publicou matéria de capa sobre o Opus Dei, onde, sem alarde ou sensacionalismo, apresentou uma entrevista com Carlos Alberto Di Franco, influente numerário, representante da Universidade de Navarra (Espanha) no Brasil e responsável por um programa de pós-graduação em Jornalismo que já teria formado 200 editores brasileiros, tornando-os simpáticos às idéias da organização.

Di Franco não se preocupa em se identificar como membro do Opus Dei, pois em suas próprias palavras, "na mídia todo mundo sabe". Todavia, o que talvez toda a mídia não saiba é que ele, a Navarra, e o programa Master de capacitação estão vinculados à consultoria Innovation International Media Consulting de Miami, à Sociedad Interamericana de Prensa e à ANJ (Associação Nacional de Jornais), entidades com notórios vínculos com a Igreja Católica em geral e com o Opus Dei em particular.

Em seu trabalho intitulado “Os amos da SIP” o jornalista Yaifred Ron fez um histórico assustador desta entidade. Conforme comprova, “a Sociedade Interamericana de Imprensa é um cartel dos grandes donos de meios de comunicação do continente, que nasceu nos marcos da II Guerra Mundial e se moldou no calor da Guerra Fria para protagonizar uma história de defesa dos interesses oligopólicos, de aliança com os poderes imperiais e de atentados contra a soberania dos povos latino-americanos”. Com base em inúmeros documentos, ela prova que a entidade tem sólidos e antigos vínculos com a Opus Dei e a temida CIA.

Atualmente, o maior temor da SIP decorre das mudanças legislativas que objetivam democratizar os meios de comunicação na América Latina. Qualquer iniciativa que vise regulamentar o setor e diminuir o poder dos monopólios é taxada de “atentado à liberdade de imprensa”. Como informa Yaifred, “para frear qualquer ação governamental que favoreça a democratização da mídia, a SIP se uniu a outra entidade patronal regional, a Associação Interamericana de Radiodifusão (AIR)”. Ambas declararam guerra as mudanças legislativas em curso na Venezuela, Equador, Bolívia e Argentina. O “fórum de emergência” faz parte desta cruzada antidemocrática e desesperada da máfia da mídia.

Carlos Alberto Di Franco, 60 anos, é um dos numerários mais influentes e bem relacionados do Opus Dei. Representante no Brasil da Escola de Comunicação da Universidade de Navarra e diretor do Master em Jornalismo, um programa de capacitação de editores que já formou mais de 200 cargos de chefias dos principais jornais do País, é citado no livro Opus Dei - Os Bastidores como o executor da política da Obra para a mídia do Brasil e na América Latina.

O segundo homem da Opus Dei na imprensa brasileira é o também numerário Guilherme Doring Cunha Pereira, herdeiro do principal grupo de comunicação do Paraná ("Gazeta do Povo"). Os jornalistas Alberto Dines e Mário Augusto Jakobskind denunciam que a organização controla também a Sociedade Interamericana de Imprensa – SIP (na sigla em espanhol). Sediada na Espanha, a Universidade de Navarra é a jóia da coroa da Opus Dei no negócio do ensino. Sua receita anual é de 240 milhões de euros. Além disso, a Obra controla as universidades Austral (Argentina), Montevideo (Uruguai), de Piura (Peru), de Los Andes (Chile), Pan Americana (México) e Católica André Bello (Venezuela).

O jornalista Fábio Carvalho, de Porto Alegre reparou, ao ler a reportagem, que na tabela em que foram apresentados os veículos que mais enviaram alunos para o Master em Jornalismo, os jornais do grupo RBS não foram agrupados, o que gerou uma distorção. Assim, quando são somados os jornalistas do Zero Hora (7) aos do Diário Catarinense (1), O Pioneiro (1), Diário de Santa Maria (1) e Diário Gaúcho (2) – todos da RBS –, o total de masterianos é 12, o que coloca o grupo em segundo lugar no ranking, à frente da Gazeta do Povo, da Editora Abril e dos jornalistas free-lancer. O Grupo Estado, no qual do diretor do Master Carlos Alberto Di Franco escreve regularmente em seu principal jornal, continua liderando a lista com 13 alunos.
Carvalho também aponta em sua carta que Guilherme Döring Cunha Pereira, diretor da Rede Paranaense de Comunicação, que publica a Gazeta do Povo, "é numerário da prelazia, professor do Master em Jornalismo, tratado como colaborador íntimo de Carlos Alberto Di Franco pelo sítio dos dissidentes da Obra, o Opus Livre". Segundo o jornalista e leitor do OI, Pereira é descrito no site "como "pessoa de alma nobre e sensível, inteligência brilhante, fino senso estético, um verdadeiro aristocrata, introvertido.

A Opus Dei, no entanto, continua apresentando a sua velha camuflagem quando inicia seu trabalho numa nova cidade. Uma imagem de liberdade e vigor, através da exposição de alguns (poucos) de seus membros mais brilhantes (essa restrita minoria, sim, goza de alguma liberdade), como o jornalista Carlos Alberto Di Franco, ou o bispo D. Rafael Llano Cifuentes, ou o empresário Guilherme Döring da Cunha Pereira,herdeiro de um dos mais importantes grupos de imprensa escrita e televisiva do sul do país, da RPC, ou de jovens membros naturalmente simpáticos, que servem de “isca” para novos ingênuos.

A realidade, porém, por trás de seus muros, é a de uma estrutura fortemente hierarquizada, e uma crescente frustração de seus membros mais antigos, que viram a redução de seu sonho de juventude à observância minuciosa de um emaranhado de milhares de regrinhas e proibições que geram falsos escrúpulos, culpas, medos. etc.

O contato com sites da Internet onde ex-membros relatam as suas experiências, no mais das vezes dolorosas, poderia ter o dom de desmascarar os fundamentos dessa seita, de desvelar a realidade de um mundo que deveria ser avaliado como ele realmente é, e não sob o viés tacanho do Opus Dei, de mostrar outras opiniões que, verdadeiras ou falsas, devem ser conhecidas, de propiciar a gênese do pensamento independente, inteligente e criativo. Ao negar essa possibilidade, o Opus Dei considera seus membros como eternas crianças, incapazes de decidir, por si mesmas, o que vem a ser o Bem e o Mal.

Postado por Molina com muita prosa & muitos versos às Segunda-feira, Março 22, 2010
http://molinacuritiba.blogspot.com/2010/03/opus-dei-e-imprensa-brasileira.html

(Colaboração: Fortunato Machado)

CARNAVAL 2011 - ANTONINA - PARANÁ

G.R.E.S. FILHOS DA CAPELA - 2011

quarta-feira, janeiro 19

A CASA CAIU...

Ex-superintendente do porto de Paranaguá é preso pela Polícia Federal

A Polícia Federal prendeu na manhã desta quarta-feira (19) o ex-superintendente da Appa, Daniel Lucio de Oliveira. Em operação contra fraudes e desvios de cargas também voi vistoriado o apartamento de Eduardo Requião, irmão do senador Roberto Requião e também ex-superintendente

Os nomes dos presos e demais envolvidos devem ser revelados nesta tarde, durante entrevista na sede da da PF em Paranaguá.

Operação conjunta com a Receita Federal, e Ministério Público Federal apelidada de “Dallas” foi desencadeada para desmantelar quadrilha responsável pelo desvio de cargas e fraudes em licitações para a retirada de resíduos do porto. Segundo a PF, os desvios possam chegar a 10 mil toneladas e R$ 8,3 milhões.

Foram emitidos 34 mandados de busca e apreensão e 10 mandados de prisão em Paranaguá, Curitiba, Araucária, Londrina, Foz do Iguaçu e Rio de Janeiro.

Participam da Operação 33 auditores fiscais da Receita Federal e 200 servidores da Polícia Federal. As apreensões ocorrem em empresas, terminais portuários, residências de investigados e na sede da Appa (Administração dos Portos e Paranaguá e Antonina). Até às 9h, oito dos dez mandatos de prisão já haviam sido executados.

As investigações tiveram início há dois anos após denúncias e reclamações de exportadores acerca de faltas de cargas nos embarques em navios graneleiros.

Segundo a PF, o grupo investigado, proprietário de um terminal de embarque no porto e de empresas comerciais exportadoras, estaria apropriando-se indevidamente da chamada “retenção técnica”, ou seja, um percentual a mais enviado pelos exportadores para cobrir “quebras” normais de operações de armazenagem e embarque de granéis.

Ao fim dos embarques, informavam aos exportadores não ter havido sobra alguma da retenção e a comercializavam ilegalmente no mercado interno através de suas empresas.

Sob o comando desses empresários, funcionários do terminal utilizariam-se de desvios após as balanças de exportação chamados de “dumpers” (bifurcadores) para registrarem os pesos de embarque e, após, fazerem a carga retornar ao armazém para a revenderem ilegalmente através de empresas de sua propriedade.

Os envolvidos poderão responder pelos crimes de estelionato, apropriação indébita, falsidade ideológica, inserção de dados falsos em sistemas informatizados, descaminho e formação de quadrilha.

Os presos estão sendo encaminhados à sede regional da Polícia Federal, no bairro Santa Cândida, em Curitiba.


(Fonte: Correio do Litoral.com)


segunda-feira, janeiro 17

BLOG DO ZÉ BETO: O FLAGRA


O recado de Fruet, ao lado da via rápida – Foto Pedro Paulo


Postado em 13 janeiro 2011 pelo blog do zebeto

2 Comentários para “O FLAGRA”

O BARÃO da Barão de Antonina... Diz:
13 jan 2011 - 13:24

MERDA POR MERDA FEDERALIZEM O PORTO BARÃO DE TEFFÉ DE ANTONINA.

Teria também de dizer: “Obrigado Antonina”.
Em se tratando de políticos e políticas públicas de desenvolvimento o povo de Antonina há tempos não tem quem os ajude a desenvolver o seu potencial, entra governo sai governo e nada de pensar num desenvolvimento para cidade em que gosto muito, mas não sou um capelista, mas adoro aquele povo alegre e hospitaleiro.
Uma cidade que já teve o quato maior porto do Brasil, onde de sua riqueza gerada contituiu recursos para o Paraná fazer a sua integração com o norte (Rodovia do Cerne) é considerada hoje como: “Uma prostituta que foi toda sugada pelo seus proxenetas, hoje velha e acabada, só é cuidada pelos seus filhos bastardos (povo de Antonina).”
Novamente, Zé Beto, nomearam no Porto Barão de Teffé em Antonina, um fisiologista de 5 estrelas, Paulo Marcos Scalco, que nada entende de porto, entende sim de, viver sempre pendurado nos cabides de emprego tanto a nível estadual como federal e sempre com o deferimento de seu pai. Enquanto isso o povo de Antonina vai se fo*&% mais quatro ou oito anos, pois nada será feito para ele, mas o ínclito Paulo Marcos Scalco porá em seus bolsos mais de VINTE E CINCO MIL REAIS POR MÊS.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011O

PORTO É A MAIOR INSTITUIÇÃO ANTONINENSE

Há os que confirmem que o Porto de Antonina é inviável, por conta do baixo calado, provocado pelo assoreamento da baía. Há os que defendem o Porto como saída para os nossos problemas econômicos e sociais. Há os que usam o Porto como cabide de emprego e por isso puxam o saco de políticos do escalão estadual para conseguirem um ou dois carguinhos bem remunerados. A meu ver o que há de verdade em tudo isso é que o porto é a maior instituição do povo antoninense e assim deve ser encarado.

Sou daqueles que entende o porto dessa maneira. Dele dependem, diretamente, aproximadamente 20 famílias e isso deve ser considerado, embora reconheça que as dificuldades sejam prementes, por conta das suas dificuldades de operação e pela sua dependência do Governo do Estado que, por questões eleitorais, prioriza o Porto de Paranaguá, embora não represente uma inviabilidade.

Concordo com aqueles que Antonina anda de pires na mão por conta da sua subserviência política. A falta de uma unidade representativa, o descaso das lideranças locais, o fisiologismo de grupos heterogêneos e o cansaço da população configuram-se como sendo a causa maior do entrave. Mas sei que o porto não vai morrer, senão teria sido enterrado há 40 anos e só não foi por conta da resistência de alguns e pela forte instituição que é.

Obviamente o porto continuará por mais 40 anos assim, caso esse quadro do inércia e interesse fisiológico não mude. E não venham me dizer que estudos de viabilidades, custos e benefícios, ideias neoliberais (em 2001 FHC delegou competência ao Estado) provam a inviabilidade do porto, pois se o fundo de dragagem e a derrocagem da baía fossem aplicados, como reza o contrato, a movimentação portuária poderia ser ainda maior. O grande problema é que o Estado prefere aplicar todos os recursos em Paranágua, por conta de interesses eleitorais, deixando o terminal Barão de Teffé à mingua.

Já ouvi sobre a municipalização do terminal, a volta da federalização e outras coisas do gênero. Quando à municipalização acredito que seja a forma menos viável, uma vez que o município não tem condições de investimento e, mesmo que possa dar concessão a um pool de empresas, esta não seria atrativa, devido à necessidade de grande investimento. A federalização seria a forma mais viável, pois, além de se distanciar da política discriminatória da APPA, poderia o terminal ser inserido no programa de infra-estrutura do PAC para portos e aeroportos, beneficiando-se, inclusive, com a realização da Interportos.

Mas para isso é preciso uma coesão de forças das lideranças locais, em conjunto com a sociedade, com o intuito de cobrar das autoridades essa quebra de concessão com o Governo Estadual. A dificuldade para isso está no autofagismo capelista, no fisiologismo, no interesse pessoal de grupos ligados aos políticos da esfera estadual, cujas ações limitam-se em receber pequenos favores, como barganhar cargos e receber regalias financeiras, em detrimento das grandes causas da sociedade antoninense.

Para concluir, acho legítimo que alguém apoie um candidato com o objetivo de conseguir um cargo no porto, no caso. Porém, ao exercê-lo, que o faça de maneira digna e que lute pelos interesses dos trabalhadores, da instituição e de Antonina.

Postado por Amigos do Jekiti às 23:48


(FONTE: http://jornale.com.br/zebeto/2011/01/13/o-flagra-886/#comments)

FÉRIAS...

Estamos voltando aos poucos (quase um baiano) de férias...

A bagaça será atualizada em breve, tô com uma preguiça para atualizar... rss

A PERIGOSA CATARSE DA OPOSIÇÃO DERROTADA...

Matéria assustadora...

Clique no link abaixo:

http://cbjm.wordpress.com/2011/01/01/a-perigosa-catarse-da-oposicao-derrotada/


Colaboração do amigo navegante Antonio Bento

segunda-feira, janeiro 10

OUÇA O QUE A RÁDIO BACUCU COM FARINHA ESTÁ TOCANDO AGORA...

A rádio web que toca de tudo...

Clique aqui: http://bacucucomfarinha.listen2myradio.com

EUDARDO GUIMARÃES: Mídia dá tratamento diferente a ex-presidentes Lula e FHC


Faz uma semana que Lula deixou o poder e ingressou na mesma galeria de ex-presidentes em que o também ex-presidente Fernando Henrique Cardoso ingressou em 2002. Aí terminam as coincidências entre os dois ex-primeiros mandatários da República.

Ao contrário de FHC, Lula deixou o poder sob recorde mundial de aprovação – módicos 87%. FHC deixou o poder com pouco mais de um quarto disso. E essa não é a única diferença entre os dois ex-presidentes.

Desde que Lula deixou o cargo que apanha sem parar da mídia, que implicou com as férias que o governante que sai deixando tanta saudade foi passar em uma instalação militar no Guarujá durante um período em que o Estado tem o dever de garantir a todo ex-mandatário as melhores condições para retomar sua vida.

Depois, a mídia também passou a implicar com a concessão de passaportes diplomáticos para familiares de Lula, apesar de a lei conceder ao Itamaraty a prerrogativa de avaliar subjetivamente a relevância desse tipo de concessão.

Vale, pois, analisar o que diz o decreto da Casa Civil da Presidência da República sob número 5.978, de 4 de dezembro de 2006, em seu artigo 6º, sobre a concessão de passaportes diplomáticos:

Art. 6o Conceder-se-á passaporte diplomático:

I - ao Presidente da República, ao Vice-Presidente e aos ex-Presidentes da República;
II - aos Ministros de Estado, aos ocupantes de cargos de natureza especial e aos titulares de Secretarias vinculadas à Presidência da República;
III - aos Governadores dos Estados e do Distrito Federal;
IV - aos funcionários da Carreira de Diplomata, em atividade e aposentados, de Oficial de Chancelaria e aos Vice-Cônsules em exercício;
V - aos correios diplomáticos;
VI - aos adidos credenciados pelo Ministério das Relações Exteriores;
VII - aos militares a serviço em missões da Organização das Nações Unidas e de outros organismos internacionais, a critério do Ministério das Relações Exteriores;
VIII - aos chefes de missões diplomáticas especiais e aos chefes de delegações em reuniões de caráter diplomático, desde que designados por decreto;
IX - aos membros do Congresso Nacional;
X - aos Ministros do Supremo Tribunal Federal, dos Tribunais Superiores e do Tribunal de Contas da União;
XI - ao Procurador-Geral da República e aos Subprocuradores-Gerais do Ministério Público Federal; e XII - aos juízes brasileiros em Tribunais Internacionais Judiciais ou Tribunais Internacionais Arbitrais.

§ 1o A concessão de passaporte diplomático ao cônjuge, companheiro ou companheira e aos dependentes das pessoas indicadas neste artigo será regulada pelo Ministério das Relações Exteriores.

§ 2o A critério do Ministério das Relações Exteriores e levando-se em conta as peculiaridades do país onde estiverem a serviço, em missão de caráter permanente, conceder-se-á passaporte diplomático a funcionários de outras categorias.

§ 3o Mediante autorização do Ministro de Estado das Relações Exteriores, conceder-se-á passaporte diplomático às pessoas que, embora não relacionadas nos incisos deste artigo, devam portá-lo em função do interesse do País.

Art. 7o O passaporte diplomático será autorizado, no território nacional, pelo Ministro de Estado das Relações Exteriores, seu substituto legal ou delegado e, no exterior, pelo chefe da missão diplomática ou da repartição consular, seus substitutos legais ou delegados.

A relevância mais imediata da concessão de passaporte diplomático a esposa, filhos, netos ou outros parentes próximos de ex-presidentes da República é a de o país honrar os seus ex-mandatários, não submetendo a família do ex-presidente a constrangimento de não ser tratada como aquele com quem viaja.

Por falta de esclarecimento, alguns dizem que os filhos de Lula, por exemplo, não viajarão sempre com ele. Todavia, viajarão com ele, também. E, se não tiverem o passaporte diplomático, a diferença de tratamento na imigração de outros países criará constrangimento para um ex-chefe de Estado, sendo que todas as nações democráticas do mundo honram seus ex-presidentes.

Com FHC, porém, o tratamento sempre foi outro, mesmo no momento imediatamente posterior ao que deixou o governo sob ampla desaprovação da sociedade, em 2002. Desde então, a mídia se encarrega de exaltar seu governo desastroso, que fez com que até hoje mais de 70% dos brasileiros o desaprovem. E ainda se esfalfa para lhe atribuir os méritos auferidos pelo governo Lula.

Fiscalização das regalias e benesses recebidas pelo ex-presidente tucano, nem pensar. Apesar de invadir a vida privada de Lula sem parar, durante anos a fio jamais incomodaram FHC com a história do filho ilegítimo que gerou com uma jornalista da Globo, que pagou as despesas dela e do filho na Espanha durante todo esse tempo sem que ela produzisse nada que se conheça, jornalisticamente.

As encrencas de outros filhos de FHC, os assumidos por ele, jamais chegaram tão rápido ao noticiário. Só em 2009, 8 anos depois de o tucano deixar o poder, a mídia soltou notinhas sobre Luciana Cardoso, que recebia salários do Senado sem aparecer por lá para trabalhar.
Tais fatos revelam o sentimento que está por trás da diferença de tratamento que a mídia dispensa a ex-presidentes avaliados de formas tão distintas pela sociedade brasileira. Esse sentimento é o medo.

Lula prometeu meter a boca no trombone se a mídia e a oposição fizerem com a presidente Dilma Rousseff o que fizeram com ele, durante o seu mandato. Isso sem contar o fato de que ainda acham que o adversário político se candidatará para a sucessão da presidente, em 2014.

domingo, janeiro 9

BACUCU COM FARINHA INFORMA:

Olá neutinho, estamos colocando a disposição do povo antoninense mais uma ferramenta de interatividade o Blog ANTONINA CONTRA AS DROGAS (antoninafeliz.blogspot.com). Não somente informações, sugestões, críticas na abordagem do tema; mas estaremos também realizando palestras, seminários, etc.

Um Abç !

Sargento Jaime

sábado, janeiro 8

RÁDIO BACUCU COM FARINHA

Ouça agora a Rádio Bacucu com Farinha, está no ar...

http://bacucucomfarinha.listen2myradio.com

ou clik no desenho do rádio ao lado esquerdo...

CONTINUANDO A SÉRIE: "EU QUERO SER UM DIRETOR"

Olha só como ficou a cara de um dos pretendente ao cargo quando soube que o novo diretor do porto Barão de Teffé é um tal de Scalco...


__________
NOTA.:

Amigo, não se preocupe... tem uma tradicional escola de samba da cidade que está fazendo um concurso para a escolha do seu Diretor de Harmonia...

... quem sabe essa você leva.

Harmonia (silêncio)..... 10

E O DIM-DIM PARA O PORTO DE ANTONINA SENHOR GOVERNADOR???



Porto de Paranaguá vai receber R$ 154,5 milhões em investimentos



Hum!!! Investimento de R$ 154,5 milhões para o porto de Paranafguá, e nós antoninenses mais uma vez ficamos chupando o dedo...
O governador Beto Richa anunciou, nesta sexta-feira (7), em visita ao Porto de Paranaguá, ações para o terminal voltar a ser referência nacional. Os investimentos somam R$ 154,5 milhões, entre recursos dos governos estadual e federal. As obras incluem dragagens de manutenção e aprofundamento, acompanhadas de estudos ambientais.

Richa assinou a ordem de serviço para o início imediato das obras de dragagem emergenciais dos berços de atracação e anunciou as de manutenção e aprofundamento do Canal da Galheta e da bacia de evolução do porto. O governador estava acompanhado pelo secretário estadual de Transporte e Obras Públicas, José Richa Filho, e foi recebido pelo superintendente dos Portos de Paranaguá e Antonina, Airton Vidal Maron.

O governador teve um encontro com lideranças sindicais, trabalhadores e operadores portuários, além de prefeitos e lideranças da região litorânea. “Infelizmente perdemos cargas para outros portos nos últimos anos, mas daremos a volta por cima. Colocaremos o Porto de Paranaguá mais uma vez como um porto de referência nacional”, afirmou Richa. “Não apenas o porto terá a atenção necessária como também todo o nosso litoral, que até agora era lembrado apenas durante a temporada de verão, esquecendo-se de que aqui vivem famílias o ano todo e que precisam de serviços públicos de qualidade”, disse.

VALORES – A dragagem emergencial dos berços de atracação do porto custará R$ 2,5 milhões, e será paga com recursos da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa). Os trabalhos devem ser iniciados entre os dias 15 e 20 deste mês, e o prazo de conclusão dos trabalhos é de 10 dias.

Para a dragagem de manutenção do Canal da Galheta e da bacia de evolução do Porto de Paranaguá é necessário renovar o licenciamento ambiental para a execução da obra, o que pode levar três meses para ser obtido. Serão necessários outros três meses para fazer a licitação e a obra ser executada em aproximadamente oito meses. O custo estimado é de R$ 100 milhões.

A terceira etapa dos projetos de dragagem anunciados pelo governador é a dragagem de aprofundamento da bacia de evolução e do canal da Galheta. Será firmado um convênio com a Secretaria Especial de Portos para repasse de verbas do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) no valor de R$ 52 milhões.

CRESCIMENTO – O governador determinou que a Appa dê início imediato ao estudo de viabilidade para ampliar em 60% a capacidade do cais comercial do porto, que passaria dos atuais 20 berços de atracação para 32 berços. “Esta ampliação permitirá que nossa capacidade de movimentação de cargas passe das atuais 38 milhões de toneladas por ano para 60 milhões de toneladas anuais. Com isso, garantiremos renda e muito trabalho a todos”, afirmou o superintendente Airton Maron.

O governador anunciou ainda que o porto receberá investimentos de R$ 20 milhões da cooperativa paranaense Cotriguaçu, que em março começará a construir um novo silo para a armazenagem de granéis. A Appa cederá o terreno onde o silo será construído e terá capacidade para armazenar 60 mil toneladas de grãos. “É uma demonstração de confiança na nova mentalidade que agora se instala no Governo do Paraná”, afirmou Maron.

DIRETORIA EMPOSSADA – Richa aproveitou a ida a Paranaguá para anunciar a nova diretoria dos portos de Paranaguá e Antonina. A diretoria técnica será ocupada por Paulinho Dalmaz. Na diretoria administrativo-financeira, foi nomeado Carlos Roberto Frisoli. Na diretoria de desenvolvimento empresarial ficará Lourenço Fregonese, e o diretor do Porto de Antonina será Paulo Marcos Scalco.


VIVA ANTONIA!!!
___________
NOTA.:
QUEM É PAULO MARCOS SCALCO???

quinta-feira, janeiro 6

RÁDIO BACUCU COM FARINHA

Estamos em teste, ao lado esquerdo temos a logo marca da Rádio Bacucu com Farinha... é só clicar em cima do desenho do rádio e escutar a melhor programação da Web Rádio do mangue...
E aí mariscada, está esperando o que para acessar???
Qualquer problema, favor comentar no link de comentários logo abaixo desta matéria.
_______
NOTA.:
Passe para os seus amigos e inimigos o link da Web Rádio Bacucu com Farinha... o endereço é:
Valeuuuuuuuuu!!!!!!!!!!!!

quarta-feira, janeiro 5

O PAPO DA SEMANA...

Não tem como não comentar a esposa do Temer...

... Dilma toma posse, eu tomo cerveja, e o Temer hem???

... o Temer toma viagara... rss
O blogueiro Beto Santos disse que a esposa do Temer 40 anos mais jovem, já disputou o Miss Paulínia, Miss Campinas e Miss São Paulo... mas o que ela ganhou mesmo foi o Miss-Chel Temer.

O IMPÉRIO ESTÁ RUINDO...



APPA COM NOVO SUPERINTENDENTE

O secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, disse que o novo governo estadual vai levar adiante o projeto do terminal de passageiros no Porto de Paranaguá.

A declaração foi feita durante a posse do novo superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Airton Vidal Maron, nesta terça-feira (4).

“Pepe” Richa ainda informou que a primeira visita de Beto Richa como governador será a Paranaguá, na próxima sexta-feira (7). O secretário assegurou que “bons projetos” da atual administração serão mantidos e executados. “Entendemos que o terminal de passageiros é uma obra importante para todo Estado. As obras de dragagem são primordiais para o porto e devem ser assunto permanente para dar mais competitividade aos portos do Paraná”, disse.

Pepe também disse que o diálogo entre Appa e governo será constante e que ele pretende visitar as cidades de Paranaguá e Antonina com frequência. “Faço questão de vir para o Litoral para termos o diálogo restabelecido e aumentar a agilidade na administração pública. Assumimos com uma visão mais moderna, de integração”, disse.

Polêmicas – Dois dos principais temas relacionados ao porto, o pedido de um aditivo de R$ 23 milhões na obra do Cais Oeste e a eventual retomada pelo governo federal da administração dos portos paranaenses ficara de fora dos discursos oficiais.

Novo superintendente

Airton Maron, que é funcionário da Appa há 29 anos, reforçou o compromisso com a comunidade local e com o restabelecimento dos Portos do Paraná.

(Fonte: Correiodolitoral.com)

_________
NOTA.:

Senhores Airton Maron e Pepe Richa

O Porto Barão de Teffé localizado na cidade de Antonina - Paraná - Brasil

Tem História!!! Tem Tradição!!! E o Futuro???

Nós antoninenses, esperamos que o senhor Airton Maron (superintendente da APPA) olhe também pelos interesses da nossa querida Antonina.

ANTONINA E O CALENDÁRIO MAIA

Por: Jeff Picanço

Um dia de cada vez, diz a sabedoria popular. 2010 foi, ao menos pra mim, um bom ano, cheio de conquistas. Uma das conquistas que tive foi mais mental (ou espiritual, como poderiam dizer alguns): aprendi a ter paciência, a esperar os dias, as horas, os meses. A impaciência às vezes é necessária, a um tempo perturbadora e destruidora. A impaciência não quer saber de nada, quer acelerar o tempo, fazer o tempo precipitar-se como uma cachoeira vertente abaixo.

A paciência, ao contrário, é uma força construtora. Como uma gota de água, uma após a outra, a despegar-se na parede da gruta. Para fazer um centímetro de estalactite, são necessários longos milhares de anos de continuo e paciente gotejar. Assim é a paciência. Ouvir. A paciência é uma ouvinte atenta. Está atenta aos longos monólogos, aos gritos dos impacientes, as lamúrias dos fracos, a soberba dos fortes. Ouvir, gota a gota, palavra por palavra. E compor, com paciência, a teia das vozes, o tecido dos sentidos, a roupa dos dias que estão por vir.

Acho que 2011 será um ano em que deveremos ter muita paciência. Um ano de construir, de falar, de colocar tijolos. Um ano de muito falar e de muito ouvir. E ouvir com paciência. Sei lá porque digo isso, talvez um passarinho me contou, talvez uma brisa me trouxe. Ou só pensei, simplesmente.

Ou talvez saiba sim. Sei que muitos amigos, comendo uma caranguejada na beira do mar, ou começando mais um ano de trabalho, estão pensando nas eleições municipais de 2012. Muito cedo. Extemporâneo, até. Acho, humildemente, que se deve olhar pra trás e ver o que está acontecendo na comunidade. Onde foram os avanços, as conquistas, e o que está por vir. Também pensar onde houve retrocessos, onde as coisas precisam ser retomadas. E pensar também os tempos futuros, as novas coisas, as coisas ainda não pensadas.

2012 poderá ser também, segundo os oráculos do Calendário Maia, um ano apocalíptico. Claro que não ponho fé nisso. O que eu acho é que a gente pensa pouco, tem pouco claras as idéias, e não consegue fazer direito o que se quer. Nesse empirismo tosco, não conseguimos fazer nada realmente construtivo, e somos sempre atropelados pelos ventos do momento. Não se consegue construir nada de duradouro dessa forma.

Temos que pensar antonina para longe dos projetos pessoais. Principalmente quando se trata de aventureiros. A aventura capelista de Munira Peluso e seus asseclas é uma evidência do quão danoso pode ser abrir as portas pra projetos deste tipo. Um período em que a cidade foi rica com o dinheiro do porto e do terminal da ponta do Felix, e do qual não sobrou nada, graças aos desmandos do poder municipal. Como o tal do Posto de Saúde do Portinho e que nunca saiu do papel e pelo qual tanto reclamava meu pai em seus últimos anos de vida.

Dito isso, quero, de coração, desejar um feliz 2011 a todos os que me lêem, tanto no meu blog quanto aqui no Bacucu com Farinha. Um ano vivido de verdade, dia após dia, com seriedade e com alegria, tudo junto. Pois que assim é a vida. Vamos viver 2011 como deve ser vivido. 2012 ainda é propriedade do calendário maia.

segunda-feira, janeiro 3

G.R.E.S. DO BATEL INFORMA

A ESCOLA DE SAMBA DO BATEL CONVIDA A TODOS PARA OS EVENTOS 2011 Dia 22/01 baile na sede da escola de samba do BATEL para escolha do SAMBA ENREDO 2011 a partir das 23:00 hrs
E dia 29/01 balie na sede para ESCOLHA DA NOVA RAINHA DE BATERIA E DIVULGAÇÃO DO SAMBA ENREDO 2011a partir das 23:00 hrs
______
NOTA.:
Pessoal
Não me perguntem qual será o enredo deste ano, não sei também (tô mais perdido que cebola em salada de fruta)... não faço mais parte da ala de compositores da escola de samba do Batel desde junho de 2010.
Recebi este comunicado exatamente desta maneira, qualquer duvida, favor entrar em contato também não sei com quem...
O blog está a disposição do "Presidente" da escola para maiores informações.